Notícias

Síntese do estudo “Rainforest Alliance e os Supermercados de Desconto: Preços Baixos e Certificações Fáceis?”

Síntese do estudo “Rainforest Alliance e os Supermercados de Desconto: Preços Baixos e Certificações Fáceis?”

Será seguro afirmar, que estando os grandes supermercados de desconto a ficar “verdes”, o futuro da produção alimentar estará seguro?

2016 foi um ano de anúncio de novos compromissos para com a sustentabilidade dos supermercados. O produto de destaque, escolhido por estes para simbolizar o seu compromisso foi a banana e numa escala menor, os ananases. Alguns supermercados, prometeram comercializar bananas 100% certificadas, com anúncios e publicidade em vários suportes demonstrado que estão “green” e justos.

Mas infelizmente a verdade é longe deste cenário idílico de anúncio de televisão ou de folheto. As certificações são por norma uma melhoria. Sabemos que muitos selos privilegiam de facto essa melhoria, mas de acordo com o presente estudo, o que muitos vezes é assegurado pela certificação é uma melhoria contínua de processos de gestão – não o resultado ou produto (pelo menos não em termos de garantia). As aspirações da Rainforest Alliance são louváveis, mas é necessário ir mais longe. É necessário desafiar os retalhistas e insistir para que estes paguem preços justos que cubram os custos de produção sustentável, incluindo os custos envolvidos no pagamento de salários dignos.

Leia a SÍNTESE “A RAINFOREST ALLIANCE E OS SUPERMERCADOS DE DESCONTO: PREÇOS BAIXOS E CERTIFICAÇÕES FÁCEIS?”

Versão original em Inglês disponível aqui.

O estudo “Rainforest Alliance and the Discount Supermarkets: Low Prices and Easy Standards?” foi elaborado por Alistair Smith e Jacqui Mackay (Banana Link), e por David Hachfeld e Franziska Humbert (Oxfam Germany) no âmbito do projeto Make Fruit Fair/ Fruta Tropical Justa.